«A redução do período normal de trabalho reforçará os direitos à organização do trabalho em condições socialmente dignificantes, ao repouso, lazeres e a um limite máximo da jornada de trabalho, de forma a facilitar a realização pessoal e a conciliação da actividade profissional com vida familiar, consagrados no artigo 59º da Constituição.»

Confira a opinião do associado Fausto Leite publicada jornal Público de 10/11/2022 e disponível na secção “A Palavra aos Associados”.